04/08/2017

Predestinadas - Jessica Spotswood (Série As Crônicas das Irmãs Bruxas)


Oi pessoal!!
Hoje é dia da última resenha dessa série que eu amei ler!! Bora lá?

Sinopse - 
Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras.
Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas.
Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.
Predestinadas é o desfecho de uma saga permeada de delicadeza, cores, magia e fortes emoções. As irmãs Cahill terão que enfrentar os maiores desafios de sua vida, e o amor que sentem uma pela outra será fundamental nessa jornada.


Não tem muito o que falar, a não ser que EU AMEI ESSA SÉRIE E ESSE FINAL!! Sim, é um final cheio de magia, amor, mortes, lutas, discussões e descobertas que faz com que Predestinadas complete muito bem uma série maravilhosa!

Depois de Amaldiçoadas a minha vontade era de que Cate batesse em Maura por tê-la apagado junto com o seu amor da memória de Finn. Como se tudo isso já não fosse difícil o bastante para a nossa protagonista, a Irmandade passa para o comando de Inês. 

A Irmandade queria paz para as mulheres, bruxas ou não. A troca de comando só faz com que a discussão entre monopolizar o poder nas mãos das bruxas ou dividir as decisões com a Fraternidade se torne algo tolo, já que Inês gostava muito de poder.

"Harwood está vazia, Zara está morta e Finn não vai se lembrar de nada nem de nós dois. Pensar no nosso futuro foi o que me guiou por toda esta guerra; a promessa de que, no fim, ficaríamos juntos. Fora isso que tinha me impelido, muito embora as adversidades parecessem insuperáveis." Capítlo 1 


Tess sofre cada vez mais com as suas visões por ser o oráculo. Ela não consegue lidar direito com esse novo poder. Suas visões fazem com que ela ache que enlouqueceu. Enquanto isso Maura tem que engolir a inveja que sente de Tess por ela ser a mais forte. Ela continua agindo de formas que não diminuem a raiva que me deu pelas coisa que ela foi capaz de fazer por simples egoísmo.

Finn, mesmo com as lembranças de Cate apagadas de sua memória, continua um cavalheiro que aquece o coração do leitor por insinuar que ainda existe esperança para o romance que os dois vivem. 

A luta de Cate pelas coisas em que acredita se torna mais difícil a cada momento. Ela se junta a um grupo de resistência contra a Fraternidade, o que de certa forma ajuda na aceitação de uma democracia com as bruxas auxiliando o governo da sociedade.

"Elas não podem querer dizer que vão ficar só olhando sem fazer nada. Mas vejo o brilho satisfeito nos olhos castanhos de Inez e sei que é exatamente isso que ela quer dizer. Antes de Cora morrer, o Conselho de Guerra era equilibrado: Cora, Gretchen e Sophia contra Inez e suas lacaias Evelyn e Johanna. Agora, com Cora morta e Sophia fora, Gretchen seria o único voto dissidente." Capítulo 6 

O desfecho da profecia é bem previsível, mesmo quando descobrimos qual a irmã que não verá a virada do século. Nada se resolve fácil e a batalha final trás todas as emoções do leitor a tona com uma cena muito dramática. Apesar de desejar que isso acontecesse em muitos momentos durante a trama, quando realmente aconteceu, eu não acreditei e desejei que as irmãs Cahill pudessem se ver livres dessa parte da profecia.

Com uma história envolvente, personagens de todos os tipos e com personalidades fortes, a Série As Crônicas das Irmãs Bruxas se tornou uma das minhas favoritas. Se você quer uma leitura para se divertir, que seja boa, com bruxas, romance, muito drama e aventuras eu recomendo muito essa trilogia.

"– Você vai me mandar deixar como era? Estou desrespeitando as regras, sabe?
– Não. – Inalo o perfume de verão de rosas selvagens e sinto meu coração ficar mais leve. – Essas regras não valem mais para nós." Capítulo 22




Leia também:

Não se esqueça de me seguir nas redes sociais:

Comente com o Facebook: